Importância do Cirurgião-Dentista na U.T.I.

CAPA85.pmd

O Projeto de Lei 2776/08, do deputado Neilton Mulim (PR-RJ),  que torna obrigatória a presença de dentistas em todas as unidades de terapia intensiva (U.T.I.s), assim como em clínicas e hospitais públicos e privados em que haja pacientes internados, foi aprovado ontem por unanimidade pelo Senado Federal – só aguarda a sanção presidencial. O objetivo é preparar esses profissionais para o tratamento e a prevenção de pacientes graves, e as alterações bucais relacionadas.

Como sabemos, a boca é a porta de entrada de inúmeras doenças, dentre elas a infecção hospitalar, as infecções pulmonares, as endocardites, infecções renais e outras, e afetam especialmente pacientes com baixa imunidade. O Ministério da Saúde registra uma média de 15,5% de infecções hospitalares por ano no Brasil, enquanto no resto do mundo os índices giram em torno de 5%. Um índice que poderia ser revertido com a adoção de algumas condutas preventivas, dentre elas a presença de um profissional da área de odontologia nas unidades de terapia intensiva (U.T.I.).

Um estudo publicado na Revista Bahiana de Odontologia, teve como objetivo realizar uma revisão de literatura narrativa sobre Odontologia Hospitalar em U.T.I. e uma revisão sistemática a respeito das publicações brasileiras sobre o tema. (Veja o artigo aqui)

O artigo mostra que a internação de um paciente na U.T.I. rompe bruscamente com o modo de viver do sujeito, incluindo suas relações, seus papéis e a sua identidade fica fortemente afetada. Devido a severidade do seu estado, o paciente não é considerado atuante de suas escolhas e geralmente não exercem a autonomia em coisas simples como a higiene pessoal, alimentação e excreção.

Observa-se que condições de deficiência da higiene bucal são muito comuns nesses pacientes, pois permanecem com a boca aberta devido à intubação traqueal. Isso promove a desidratação da mucosa e leva à diminuição do fluxo salivar, permitindo maior colonização de bactérias e levando a maior predisposição a doenças periodontais e outros possíveis focos de infecção.

Vemos também que relações entre doenças bucais e sistêmicas, diante disso muitos pesquisadores se empenham em obter resultados que comprovem essa relação, indicando que problemas bucais como a periodontite atuam como foco de disseminação de patógenos com efeito sistêmico.

Entre as doenças sistêmicas com fator de risco para doença periodontal temos a diabetes, que nestes pacientes se manifesta de forma mais severa devido a fatores metabólicos; e a AIDS que, por conta da deficiência imunológica, traz consigo uma série de infecções por fungos, vírus e bactérias ao paciente.

Dentre outras doenças sistêmicas que podem ser adquiridas a partir da microbiota bucal estão as respiratórias, como a pneumonia. Em sua classificação, pode-se diferenciar a pneumonia quanto ao meio de desenvolvimento: quando adquiridas na comunidade ou nosocomiais, que se dão após 48h de internação hospitalar. A pneumonia nosocomial pode se desenvolver a partir da aspiração de patógenos presentes na microbiota bucal ou a partir da doença periodontal, pela difusão hematológica dos patógenos presentes na microbiota bucal.

Para que causas bucais não possam trazer consequências sistêmicas, é de extrema importância a presença de um cirurgião dentista no âmbito hospitalar. Isso permite fazer o diagnóstico das alterações bucais e consequente auxílio da terapêutica médica; sejam em procedimentos de emergência como traumas ou abcessos, procedimentos que previnam o agravamento da doença sistêmica ou estabelecimento de uma infecção hospitalar e procedimentos curativos, como a adequação do meio bucal do paciente crítico. Além disso, cabe ao cirurgião dentista preparar uma equipe de Odontologia Hospitalar, incluindo nos procedimentos equipamentos, materiais e instrumentais adequados ao atendimento e um preparo profissional especializado.

Diante disso, o artigo mostra que é imprescindível a atuação do profissional de Odontologia para o estabelecimento da prevenção e cuidados na saúde bucal do paciente. A interdisciplinaridade deve atuar em U.T.I.s de maneira que a prevenção seja tão importante quanto a cura.

O estudo analisou 12 artigos, e a grande maioria procurou demonstrar a necessidade e importância da atuação do cirurgião dentista na U.T.I., em relação aos seus objetivos.

Além disso, os autores salientaram que há escassez de conhecimento dos profissionais da área de saúde a respeito de patologias e métodos de prevenção odontológicos, há deficiência na formação dos cirurgiões dentistas para atuação em pacientes sob terapia intensiva, além disso, se faz de suma importância a terapia preventiva (higiene bucal) como método de redução da incidência da pneumonia nosocomial. Para eles, uma equipe multidisciplinar atuando em prol do paciente internado em U.T.I. propicia o correto diagnóstico e tratamento destes dos casos.

O artigo conclui que grande parte dos estudo analisados concorda que são necessários mais estudos a respeito da integração do cirurgião dentista no âmbito hospitalar e confirmam a relação entre a condição bucal e doenças sistêmicas. Diante disso, todos concordam que esta integração está diretamente ligada a melhor sobrevida do paciente e diminuição significativa do agravamento de casos.

E ai, o que achou desse post? Deixe aqui seu comentário e contribua com mais informações. Até mais.

Para mais informações:

Senado aprova por unanimidade Lei que obriga a presença do cirurgião dentista na UTI

Cirurgião dentista na UTI é importante para o controle de infecções

Atuação do cirurgião-dentista na UTI: um novo paradigma

INTEGRAÇÃO MEDICINA E ODONTOLOGIA: PARTICIPAÇÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s